Disco da Semana: Ruído/mm – A Praia (2008)

Posted on Julho 21, 2010

0


Por Victor de Almeida

A Praia - Ruído por Milímetro

São poucas as bandas brasileiras que conseguem a proeza de misturar peso e melodia, sujeira e harmonia. Nesse seleto grupo, figura a curitibana Ruído/mm (lê-se ruído por milímetro). Depois de lançar “Série Cinza” (2004) e “Índios Eletrônicos EP” (2005), o grupo trouxe ao mundo “A Praia”, disco lançado em 2008 pelo selo Open Field/Peligro.

O disco abre com a loucura de “Praieira”, faixa que mescla guitarras distorcidas com experimentações sonoras, passando por momentos mais calmos, outros mais acelerados e dando até uma certa puxada para um ska.

A música, com seus incríveis 9min 33seg não é nenhuma surpresa dentro dos padrões da música instrumental brasileira, mas as mudanças climáticas são muitas durante a viagem sonora e surpreendem a cada ocorrência.

De certa maneira a viagem sonora proposta em “Praieira” dá o clima do disco. Belas passagens são quebradas por muito noise e microfonia, gerando ruídos dos mais diversos.

A faixa mais bonita do disco, “Sanfona”, tem um acordeom que dá um clima enquanto a banda soa delicada e vai numa crescente para o final explosivo com direito a muita distorção e microfonia, coisa que a Ruído/mm faz muito bem, mostrando que o barulho está a serviço da construção melódica dos temas do disco.

“Novíssima” traz à tona as camadas de som sustentadas por guitarras e muito reverb. A levada de bateria mais acelerada faz contraponto com a peso da banda. Mas a introdução da música que sugeria algo mais cadenciado, mais uma vez leva ao caos sonoro. Uma boa para fãs de um bom noise.

Seguem as faixas “Caixinha de música”, um pequeno interlúdio com menos de um minuto de duração, “Célula Dois”, música mais forte do disco, e “Stravinsky Sky”.

E o disco termina exatamente como começou. Se a primeira faixa, “Praieira”, sugeria um viagem sonora de quase 10 minutos, a última música, “A Praia”, sugere o caminho de volta.

Mais caos, mais ruído, mais destruição numa faixa que mostra um pouco do potencial da banda em alternar momentos tranquilos e silenciosos com muita experimentação e noise.

“A Praia” não é mais um lançamento, foi lançado há dois anos, e por isso assim já soa como um pequeno clássico do novo rock instrumental brasileiro, mostrando que num caminho onde melodia e barulhos se fundem, o ruído é a saída. E a Ruído/mm sabia disso.

Para ouvir o disco: http://www.myspace.com/ruidopormilimetro
Para comprar o disco: http://www.peligro.com.br/

Posted in: disco da semana